quinta-feira, 2 de abril de 2009

O futuro dos video-games?


A iniciante OnLive está prometendo isto. Ela desenvolveu a tecnologia que pode terminar definitivamente com o problema de hardwares desatualizados. A solução achada foi terceirizar o processamento. O seu pequeno hardware fica conectado o tempo todo aos servidores da empresa que processam as imagens e as entregam, via rede, ao usuário. Brilhante, não é?

Com isso, não há problemas de instalação ou incompatibilidade. Uma biblioteca de jogos está disponível sob-demanda. Basta plugar a caixinha no PC, Mac (sim, é verdade) ou, a melhor opção, na TV e usufruir instantaneamente.

Quando ainda tinha PC e usava ele como console, sempre achei um saco ter que ficar verificando os requisitos mínimos dos jogos, que sempre eram baixos demais. Há uma década que decidi abandonar o computador como meu meio preferencial para diversões eletrônicas. Aparentemente, isso pode mudar. O serviço será lançado ainda este ano. Basta saber se virá ao Brasil.

Nenhum comentário: