quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Em tempo: Barack Obama é o novo presidente. Michael Moore procura emprego.

Este post demorou pra sair. Estava esperando um momento propício. Depois que o Estadão publicou 50 curiosidades sobre o homem, achei que tinha chegado a hora.

O americano "médio" é realmente um bicho burro. Visitar a terra do Tio Sam depois de conhecer a Europa realmente foi uma experiência elucidativa. Tirando o quadro de pessoas inteligentes que moram na costa Leste e Oeste, o "miolo" dos Estados Unidos está recheado de bichos ignorantes. Preferem um idoso caquético, que pode ser diagnosticado com Alzheimer a qualquer momento, simplesmente pelo fato de ser "mais experiente". As pessoas esquecem que um governo são é regido por um único homem. É a cabeça dele que escolhe a equipe que vai servir o país.

O mundo precisava de uma mudança radical. Nada melhor do que um presidente americano jovem, negro, que já fumou maconha e cheirou pó, que não tem medo de gays, que não é um religioso radical, que fala espanhol e que não se chama John Smith. Tenho muitas esperanças neste homem. Só espero que ele não se mostre um "Collor".

Por que me importo? Infelizmente, não somos o Canadá e precisamos de estabilidade. Já vimos o que a ingenuidade americana pode fazer com a economia global.

Lembrei muito das coisas que o meu pai costumava dizer:

"O americano é o "burro que deu certo"."

"(...)aquele país de baleias que adoram mamar numa Coca-Cola e falam a língua do Pato Donald."

Nada além da verdade. 

Como um forasteiro, é notável que o país está a beira da implosão total e completa. O perigo é que ele se torne um buraco-negro e comece a engolir o resto do planeta. Só vai sobrar as baratas e a Suíça.

Adoro os meus eletrônicos da Apple, os meus sitcoms, os meus Mythbusters, os meus CD's do R.E.M. e os meus DVD's do Nine Inch Nails. Portanto, desejo muito o sucesso do U. S. of A.

E como um bom Chefe de Estado deve finalizar: que Deus abençoe a América. 

(Inserir hino americano aqui.)

2 comentários:

Beth disse...

Um presidente americano que leu todos os Harry Potter's ;-)

Roger disse...

Pois é. Esqueci de enumerar "culto".