quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Em águas profundas

Hoje fui à Livraria Cultura do Conjunto Nacional conhecer o novo livro de um dos meus ídolos, David LynchEm Águas Profundas; Criatividade e Meditação. O próprio também estava lá.

Cheguei 11h45. O evento só ia começar às 15h00, com uma breve palestra do autor que depois ofereceria autógrafos. A fila era grande e o auditório lotou rápido. Fiquei de fora por pouco, mas os organizadores nos colocaram como os primeiros para receber os autógrafos.

Rapidamente comprei o livro e em três horas já tinha lido 95% dele. Em 84 capítulos, durando entre quatro páginas e uma frase apenas, Lynch escreve o que seria o mais próximo de uma auto-biografia. Da juventude, passando pela sua descoberta da Meditação Transcendental em 1973, até seu último trabalho: Inland Empire. Lynch conta como a meditação o ajudou a descobrir seu verdadeiro "Eu" e como ela o abriu ao universo de possibilidades criativas e à consciência do mundo como um Todo, aplicando uma analogia do Campo Unificado, termo usado em Física Quântica.

Tem absolutamente tudo a ver com o processo de descoberta que tenho passado. Nunca li um livro tão rápido. Para falar a verdade, este é o primeiro livro de não-ficção que li por completo. Uma leitura leve, descontraída, usando uma linguagem simples e direta.

Algumas pessoas trouxeram tudo o que tinham de trabalhos do Lynch na esperança que ele também os autografasse. Pôsteres, DVD's, CD's, camisetas. Lynch se limitou a um item apenas por pessoa. Como mencionei, a fila estava grande e dava voltas pelos três andares da nova loja da Cultura, que por sinal ficou linda. 

Fiquei sabendo do evento ontem às 23h30, por sorte, numa comunidade do Orkut. Eles já haviam achado no YouTube a palestra que ele deu dias antes em BH, quando também mencionou a importância que a Meditação Transcendental tem no processo de aprendizado nas escolas. Ela humaniza mais o trabalho dos educadores e melhora a assimilação dos alunos. Exatamente o que o trabalho de terapia que faço está tentando inserir no ambiente educacional aqui no Brasil, pelo Instituto SATeduc.

Imprimi a apresentação do site, traduzi no Google (que fez um ótimo trabalho) e entreguei pessoalmente para ele. Estava tão excitado que esqueci até de apertar a mão do homem. :-P Mas valeu. Estou muito feliz de saber que outras pessoas também estão se dando conta da importancia do auto-conhecimento e da humanização da educação. Mais importante ainda foi ouvir isto do David Lynch. Ele nunca vai parar de me surpreender.

Nenhum comentário: