quinta-feira, 28 de agosto de 2008

As (cruéis) regras do Showbiz

Eu e as minhas convicções... 

Estava muito empolgado para participar do primeiro Karaokiss, promovido pelo pessoal do Funhell: karaoke de músicas alternativas com jurados no estilo "American Idol". E poderia ter ganhado o troféu se não fosse pelo meu instinto de arriscar. Escolhi It's No Good do Depeche Mode. 

Resultado: fui cortado perto do final da música, levemente vaiado e recebi notas 4 across the board

"Não é que você não sabe cantar, mas sabe quando parece bandinha cover..." - um dos jurados.

"Viado!" - alguém da platéia.

A host ainda deu uma força - "pô, pessoal. O primeiro que canta direitinho vocês querem tirar?"

Depois disso, sair do palco com a cabeça erguida não é pra qualquer um. Esperei todos os jurados darem suas avaliações, sendo que a maioria dos outros calouros nem esperaram pra receber as notas.

Foi uma experiência muito interessante, bem diferende de quando você é o headliner da noite. Ninguém num show vai gritar "sai daí, viado" quando é a sua banda que está tocando. A não ser que você seja MUITO tosco, o máximo que o povo vai fazer é ir embora.

Após a entrega do prêmio à candidata merecidamente vencedora, insisti em voltar ao palco e cantar outra.

"My Hero do Foo Fighters?" - perguntei à platéia.

"NÃÃÃO"

"Somebody Told Me?"

"JÁ FOI!"

(sigh) "Take Me Out então!"

"U-HU!"

---

Primeira regra do showbiz: o povo gosta sempre das mesmas, não adianta inventar.

---

Fecho este post com uma sábia frase do guitarrista do R.E.M., sr. Peter Buck:

"Digamos que eu tenha passado 50 horas da minha vida tocando mandolin. 49 delas foi tocando Losing My Religion ao vivo."

3 comentários:

Sir Whiteout disse...

Isso é incomparavelmente mais frustrante do que perder no final de uma música no Rock Band. Eu me lembro quando levei um pau semelhante num concurso de recitais de piano, back in the day.

Traumas à parte, essas coisas ajudam a calejar o nosso ego, e fazer nossos pés voltarem ao chão. De vez em quando, faz bem. Que nem picada de abelha.

Marcelo Fubah disse...

Muito bom Rogério, espero que você volte e arrisque mais, porque no palquinho do Karaokiss vale também a bagunça!

Beth disse...

Foi marmelada! :-P

Fico feliz pela primeira escolha ter sido uma inusitada e não previsível ( = uma que não é do repertório da RedFive). E por ter voltado lá e arrasado na segunda.

Não foi exatamente um concurso de calouros, foi uma zoação total, vai... Mas foi MUITO divertido. :-)