domingo, 31 de agosto de 2008

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Webcast do Radiohead HOJE!



Fiquem ligados no site oficial.

As (cruéis) regras do Showbiz

Eu e as minhas convicções... 

Estava muito empolgado para participar do primeiro Karaokiss, promovido pelo pessoal do Funhell: karaoke de músicas alternativas com jurados no estilo "American Idol". E poderia ter ganhado o troféu se não fosse pelo meu instinto de arriscar. Escolhi It's No Good do Depeche Mode. 

Resultado: fui cortado perto do final da música, levemente vaiado e recebi notas 4 across the board

"Não é que você não sabe cantar, mas sabe quando parece bandinha cover..." - um dos jurados.

"Viado!" - alguém da platéia.

A host ainda deu uma força - "pô, pessoal. O primeiro que canta direitinho vocês querem tirar?"

Depois disso, sair do palco com a cabeça erguida não é pra qualquer um. Esperei todos os jurados darem suas avaliações, sendo que a maioria dos outros calouros nem esperaram pra receber as notas.

Foi uma experiência muito interessante, bem diferende de quando você é o headliner da noite. Ninguém num show vai gritar "sai daí, viado" quando é a sua banda que está tocando. A não ser que você seja MUITO tosco, o máximo que o povo vai fazer é ir embora.

Após a entrega do prêmio à candidata merecidamente vencedora, insisti em voltar ao palco e cantar outra.

"My Hero do Foo Fighters?" - perguntei à platéia.

"NÃÃÃO"

"Somebody Told Me?"

"JÁ FOI!"

(sigh) "Take Me Out então!"

"U-HU!"

---

Primeira regra do showbiz: o povo gosta sempre das mesmas, não adianta inventar.

---

Fecho este post com uma sábia frase do guitarrista do R.E.M., sr. Peter Buck:

"Digamos que eu tenha passado 50 horas da minha vida tocando mandolin. 49 delas foi tocando Losing My Religion ao vivo."

terça-feira, 26 de agosto de 2008

I'll be back.


Devido a greve dos roteiristas americanos, a TV teve a temporada mais decepcionante da história. Lotada de reality shows, poucos se salvaram. Dos sobreviventes vitoriosos, posso citar dois: Terminator: The Sarah Connor Chronicles e The Big Bang Theory. Mas que ainda tiveram suas temporadas encurtadas por pelo menos meia dúzia de episódios.

Ambos voltam no mês que vem an TV americana, começando por Terminator no dia 8 e Big Bang no dia 22.

Esquentem seus Torrents.

Play me Old King Cole...

"... so that I may join with you." - The Musical Box (1971)

O momento que muitos fans estavam esperando está próximo. Em 10 de Novembro será lançado o último Box de CD's remasterizados do Genesis, a banda que criou o termo art-rock e que tem revolucionado a imagem e som do rock progressivo desde 1970.

O Genesis passou por mais mudanças de estilo e formação que qualquer outro artista musical que conheço. Este Box ira cobrir exatamente o início da banda,  de 1970 a 1975. Após este período, muitos fans podem achar que a banda entrou em declínio e nunca mais recuperou. Vejo que ela se ajustou ao tempo e se atualizou. Mas sem dúvida nenhuma, os primórdios da banda é exatamente o período que mais desejava ouvir remasterizado.

Os cinco CD's também poderão ser comprados individualmente. Eles acompanharão um DVD com todo o aúdio em 5.1, entrevistas em vídeo especialmente feitas para este lançamento e imagens raras (muito raras) de arquivo. Neste extenso press release, estão mencionados todos os detalhes do que há incluso no Box.

O que mais quero escutar em 5.1 é a Watcher Of The Skies e o épico de 24 minutos, Supper's Ready: 

-- "Walking across the sitting room, I turn the television off. Sitting beside you, I look into your eyes. As the sound of motor cars fades in the night time, I swear I saw your face change. It didn't seem quite right. --

Viagem pura e linda. E olha que os caras nunca usaram drogas pra compor. As vezes, só pra tocar. ;-)

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

RedFive de volta!


Estávamos parados desde Março. Um casou, o outro engravidou, outro se formou. Eu viajei. Enfim... vários contratempos.

Finalmente conseguimos marcar show e voltar a ativa. O João Pedro, um de nossos guitarristas saiu. Ou foi saído (depende do ponto de vista). Com a baixa tivemos que nos adaptar, o que significou mais desafios. As vezes sentia que poderia fazer mais do que somente cantar. Os outros dizem que já ganho atenção demais por ser o vocalista. Inveja deles. :-P Mas já arranjei uma e outra atividade instrumental para o próximo show. Será divertido. Todos vocês estão convidados.

Aproveitem e conheçam o novo site. Com músicas prá baixar e tudo.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Phil Collins agora só toca com uma baqueta


A segunda foi levada pela ex-mulher. Junto com mais £ 25 milhões! É o maior acordo de divórcio da história da Inglaterra, ultrapassando o de Paul McCartney por algumas centenas de milhares de libras.

Como diria o meu pai: ô fodinha cara.

"Though she will fuck up your life, you want her just the same." - Invisible Touch, Genesis



G1 - Música - NOTÍCIAS - Phil Collins fecha acordo de divórcio de 25 milhões de libras

Valeu pela dica, Beth.

Quanto mais se sobe, maior é a queda

Está na hora dos brasileiros valorizarem os nossos outros esportistas.



Estadao.com.br :: Esportes :: Pequim 2008 :: Brasil perde para a Argentina e sonho do ouro olímpico termina

P.S.: Só prá constar, votei "sim".

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Tears for Fears fala sobre Creative Commons

Baixista e vocalista, Curt Smith, explica porque escolheu Creative Commons para lançar seu último álbum solo, Halfway Pleased.

Não sei dizer se as leis que protegem um trabalho licenciado pelo Creative Commons são válidas no Brasil. Se alguém souber, deixe um comentário.

Concordo com Smith, é o futuro para os artistas criadores de conteúdo.




My talk at the Creative Commons Salon | Video | Curt Smith Official Website

Um porquê para o jeitinho brasileiro

Leia este belíssimo texto de David Moisés no seu blog do Estadão.com.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

O que a Internet significa para você?


Entenda o que é Net Neutrality e lute pelo seu direito de liberdade de expressão.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Lynch e eu


O áudio da palestra foi disponibilizada no Blog do Riuston

Valeu pela foto, Karen.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Em águas profundas

Hoje fui à Livraria Cultura do Conjunto Nacional conhecer o novo livro de um dos meus ídolos, David LynchEm Águas Profundas; Criatividade e Meditação. O próprio também estava lá.

Cheguei 11h45. O evento só ia começar às 15h00, com uma breve palestra do autor que depois ofereceria autógrafos. A fila era grande e o auditório lotou rápido. Fiquei de fora por pouco, mas os organizadores nos colocaram como os primeiros para receber os autógrafos.

Rapidamente comprei o livro e em três horas já tinha lido 95% dele. Em 84 capítulos, durando entre quatro páginas e uma frase apenas, Lynch escreve o que seria o mais próximo de uma auto-biografia. Da juventude, passando pela sua descoberta da Meditação Transcendental em 1973, até seu último trabalho: Inland Empire. Lynch conta como a meditação o ajudou a descobrir seu verdadeiro "Eu" e como ela o abriu ao universo de possibilidades criativas e à consciência do mundo como um Todo, aplicando uma analogia do Campo Unificado, termo usado em Física Quântica.

Tem absolutamente tudo a ver com o processo de descoberta que tenho passado. Nunca li um livro tão rápido. Para falar a verdade, este é o primeiro livro de não-ficção que li por completo. Uma leitura leve, descontraída, usando uma linguagem simples e direta.

Algumas pessoas trouxeram tudo o que tinham de trabalhos do Lynch na esperança que ele também os autografasse. Pôsteres, DVD's, CD's, camisetas. Lynch se limitou a um item apenas por pessoa. Como mencionei, a fila estava grande e dava voltas pelos três andares da nova loja da Cultura, que por sinal ficou linda. 

Fiquei sabendo do evento ontem às 23h30, por sorte, numa comunidade do Orkut. Eles já haviam achado no YouTube a palestra que ele deu dias antes em BH, quando também mencionou a importância que a Meditação Transcendental tem no processo de aprendizado nas escolas. Ela humaniza mais o trabalho dos educadores e melhora a assimilação dos alunos. Exatamente o que o trabalho de terapia que faço está tentando inserir no ambiente educacional aqui no Brasil, pelo Instituto SATeduc.

Imprimi a apresentação do site, traduzi no Google (que fez um ótimo trabalho) e entreguei pessoalmente para ele. Estava tão excitado que esqueci até de apertar a mão do homem. :-P Mas valeu. Estou muito feliz de saber que outras pessoas também estão se dando conta da importancia do auto-conhecimento e da humanização da educação. Mais importante ainda foi ouvir isto do David Lynch. Ele nunca vai parar de me surpreender.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Spiralling


Depois de muito trabalho, aparece sem aviso o novo single do trio inglês Keane. Vocês devem conhecer o som dos caras. Já apareceu em trilhas de filmes e novelas por aí, é marcada pela total ausência de guitarras. O que se ouve distorcido é o som de um piano elétrico cheio de pedaleiras.

O vocalista, Tom Chaplin, é um mês mais velho que eu, e é um dos poucos artistas que admiro mas não consigo cantar. Seu registro é um teco mais alto que o meu. Medida que para vocalistas se remete a algo totalmente inalcançável. 

Seu último trabalho apareceu em 2006. Under The Iron Sea me salvou emocionalmente de um lento divórcio.

No segundo semestre de 2006, Tom teve que se internar numa clínica de reabilitação para tratar uma dependência não anunciada (lê-se: álcool e cocaína). Os fans, incluindo eu, ficaram constantemente torcendo pela sua recuperação. Quando o Keane veio ao Brasil em Maio do ano passado, Tom já parecia bem mais saudável e magro.

Sua primeira amostra do novo trabalho, Perfect Symmetry que será lançado em 13 de Outubro, é avassaladora. Spiralling está disponível para download no site oficial até segunda que vem. Baixem e confiram. Muito inspirado no som dos anos 80 mas com produção musical digna de Século XXI. Sucesso na certa. Parabéns rapazes.