terça-feira, 15 de julho de 2008

Minha mãe comprou um celular!



Nem acreditei. Ela mesmo que escolheu. Fez tudo sozinha.

A coroa acabou de completar meia-três e tem aversão a tecnologia. Já tentei por algumas ocasiões mostrar para ela um computador com internet, mas ela não se interessou. Achou complicado e desinteressante. Então, desisti.

Ao contrário, o celular ela achou o máximo, principalmente a câmera, que por sinal é uma bosta. Mas não importa, o que importa é que agora ela está tirando foto de tudo.

A interface ainda gera algumas dúvidas para ela, mas não impediu dela descobrir como tirar fotos, SOZINHA. Quando cheguei de viagem, a primeira coisa que ela fez foi, muito orgulhosa, mostrar as fotos que ela já tirou. Todas do Rogério. (Isso que dá ser filho único.) 

Ela tirou fotos dos porta-retratos. Dá prá acreditar? Assim dá prá ela ter as fotos do filhinho na bolsa, aonde ela estiver. Achei simplesmente genial. Me fez lembrar de uma teoria que o Al Ries citou pouco antes do lançamento do primeiro iPhone. Em resumo, "um celular com câmera não é um celular melhor, nem uma câmera melhor. Mas cativa o público por um único motivo: conveniência."

Imagino o que vai acontecer quando ela descobrir o Nintendo Wii. ;-)

Nenhum comentário: