terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Frágil


Total choque. Assim que estou me sentindo. Acabo de saber que Heath Ledger, ator australiano de 28 anos, minha idade, foi encontrado morto. Agora, hoje. Possivelmente overdose de remédios.

Não tenho nenhuma fissura pelo rapaz. A verdade é que nos últimos anos tenho entrado em contato com a minha própria vitalidade. E mortalidade. Afinal, para morrer basta estarmos vivos. E observar o crescimento dele nas telas é algo que me atrai. 

Sua estréia na comédia adolescente 10 Coisas que Odeio em Você. Seu casamento com Michelle Williams, minha queridinha do seriado Dawson's Creek. Seu trabalho maravilhoso em Brokeback Mountain. Sua futura estréia como o Coringa, em The Dark Knight.

Não é só o trabalho dele que me atrai. Todos os atores da minha geração me chamaram muito a atenção nos últimos anos. Natalie Portman, em Closer e V de Vingança. O elento inteiro de Match Point. E muitos outros.

Observar a perda espontânea de uma dessas pessoas me assusta muito e me traz ainda mais em contato com a minha própria fragilidade. Imagino como as pessoas da meia-geração acima da minha sentiram com a morte de Kurt Cobain. 

É avassalador.

Good-bye, Heath. You will be missed.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Core Animation é chic

Momento Glória Kalil.

Ao me preparar hoje para o keynote da MacWorld, me deparei com um exemplo prático do Core Animation do MacOS X em ação. Quem tem Leopard também pode testar.

Prá quem não sabe, 0 MacOS X Leopard tem uma ferramenta que programadores podem usar para gerar animações nas interfaces de seus aplicativos chamada Core Animation, que facilita o processo.

Abram o Dashboard e insiram um widget de Relógio Internacional. Clique nas preferências do Widget (botãozinho i no canto inferior direito) e mude para um fuso horário bem diferente do atual. Ao clicar Concluído, os ponteiros do relógio vão girar como um relógio comum, acelerando e desacelerando, até chegar no horário correto.

Simplesmente um lu-xo.

domingo, 13 de janeiro de 2008

Best men


Limão, o noivo e eu.

Parabéns Ricardo, meu brother

sábado, 12 de janeiro de 2008

Episódio 2 do Universo Binário está no ar!


Está no ar o segundo episódio do video podcast Universo Binário, apresentado por mim.

Nesta edição, preparamos uma mesa redonda para debatermos as possíveis novidades que serão apresentadas na feira MacWorld, na próxima terça-feira, 15/01/2008. Também debatemos sobre o mercado de informática atual, interfaces intuitivas e o iPhone.

Para assistir, basta entrar no site do MacNewsTV . Caso você tenha iTunes, uma versão em alta-resolução está disponível aqui.

O MacNewsTV foi lançado em novembro de 2007 e é o primeiro site brasileiro a disponibilizar conteúdo em vídeo, exclusivo para todos interessados em iPods e na plataforma Mac.

Espero que gostem.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Forecast

Preciso sair de casa, mas tá dando uma preguiça...

"This flower is scorched"


O que aconteceu com o R.E.M.? Uma de minhas bandas favoritas esta passando por uma fase difícil. E não é algo temporário. Estão em crise de meia-idade mesmo, há uma década.

Em 1 de Março de 1995, durante um show na Suiça, o baterista Bill Berry teve um colapso em decorrência de aneurisma cerebral e teve que passar um uma cirurgia de emergência. Dois anos depois, numa declaração oficial, ele decidiu sair da banda. Estava muito cansado. Ele é o baterista mais multi-instrumentista que conheço, mais até que Phil Collins. Toca baixo, violão, piano e conceitualizou muitos trabalhos da banda. Suas mãos estão em muitas faixas de estúdio e ao vivo.

O próximo álbum da banda, Up, saiu no final de 1997. Quase sem bateria nas músicas e apresentando levadas bem calmas com letras tristes mostrou que eles estavam bem down mesmo. Os dois outros seguintes saíram no mesmo esquema. Umas das bandas mais criativas e prolíferas dos últimos vinte anos estagnou. Sem emplacar hits (com exceção de Imitation of Life que foi o primeiro nº. 1 da banda no Japão) , eles perderam com a saída de Berry uma das pernas e estão cambaleando como uma mesa.

Peter Buck deixou de criar levadas pesadas na guitarra. Mike Mills nunca mais voltou harmonizar os vocais. E Michael Stipe agora só faz letras com sentido, o que para R.E.M. é algo muito fora do comum.

Mas 2008 promete. 

Em Julho de 2007, eles fizeram cinco dias de ensaio aberto em Dublin na Irlanda, apresentando músicas novas à platéia lotada do Olympia Theatre. 

O novo CD já tem nome. Accelerate.

Stipe deu uma entrevista esperançosa à revista Uncut. Parece que está saindo da crise.

Criaram o site ninetynights.com para promover o lançamento, que será dia 1º de Abril. Vão apresentar um vídeo por dia. Pelo que pude perceber, eles voltam a uma estética visual muito característica da banda, especialmente visível nos vídeos do álbum Out Of Time de 1991, sendo que Low e Country Feedback são destaques. Quem gostou, pode comprar o DVD This Film Is On.

R.E.M., quero vocês de volta. Estou com saudades.


Peter Buck, Michael Stipe, Bill Berry e Mike Mills (circa 1994)
Possivelmente no set de What's The Frequency, Kenneth?

>LOAD "2008"⏎


Add.:Achei que a foto estava precisando de uma estilizada.