sexta-feira, 31 de março de 2006

Sensível



Esta semana tem sido interessante. Estou mais sensível, mais perceptivo, mais criativo.

Meninas, por acaso é isso que vocês sempre sentem e nós nunca entendemos?

quarta-feira, 29 de março de 2006

SongTip: "Ghost Trains" by Erlend Øye


"Ghost Trains" by Erlend Øye

O vocalista do Kings of Convenience apresenta seu primeiro trabalho solo Unrest, fugindo do acústico e indo mais para um som à là Moby. Muito bom. 10 músicas, gravadas em 10 cidades e por 10 produtores diferentes.

Seu site oficial tem músicas em streaming e um videoclip co-dirigido pelo vocalista do Pulp.

1º de Abril!


Não é piada, muito menos mentira. A Apple Computer faz neste próximo sábado, dia 1º de Abril de 2006, 30 anos. Desde o início do ano, a mídia e os usuários têm lotado a internet de rumores e esperanças de novos e revolucionários produtos. Os primeiros chegaram em janeiro na MacWorld: os novos iMacs e laptops profissionais Intel bi-processados. Depois, em um evento menor, Mac minis Intel e um novo boom-box para o iPod.


Além disso, uma dupla de desenvolvedores independentes, conhecidos simplesmente como narf2006 e blanka, conseguiram em menos de três meses colocar o Windows XP rodando nos novos Macs Intel. Usando um pequeno aplicativo que emula o superadíssimo sistema de BIOS encontrado nos atuais PC’s, é possível rodar o Windows XP e o MacOS X, independentemente, no mesmo Mac em sistema de dual-boot. Especialistas já fizeram testes de velocidade e constataram que o melhor laptop para rodar Windows é o novo MacBook Pro. Incrível, não? E ainda nem existem drivers próprios para todos os componentes da máquina.

E para o trigésimo aniversário? Ninguem ouviu nada. Nenhum convite foi enviado para a mídia. E agora? Sabemos que ainda faltam dois itens na matriz de produtos: um laptop da linha iBook para o consumidor doméstico e um desktop da linha profissional. Mas será que ficarão para o aniversário? Será que teremos uma edição especial de algum produto? Espero que a surpresa seja algo melhor que o fatídico 20th Anniversary Macintosh.

Todos esses fatos desencadearam uma seqüência de eventos que chegariam até a compensar uma falta de consideração da Apple pelos fans. Por exemplo, o portal Joy of Tech fez algumas charges divertidíssimas.


O portal Wired News esta fazendo um especial que inclui uma compilação de imagens de todos os sistemas operacionais da empresa, as melhores frases de Steve Jobs, as melhores pecas publicitarias e as figuras mais marcantes na história da empresa.

A revista Electronic Gaming Monthly, em sua edição de abril, chegou até a publicar com foto e tudo uma matéria sobre um suposto console portatil chamado iGame. Apesar de convidativa, a idéia só pode ser uma brincadeira para o dia da mentira.



Bom ... Apple, se não nos encontrarmos até lá, Feliz Aniversário!

sábado, 25 de março de 2006

Verdade

Está acontecendo até o dia 2 de abril em São Paulo o festival É Tudo Verdade 2006 de filmes documentários. Confiram a programação no site do evento e comentários no estadao.com.

quarta-feira, 22 de março de 2006

Hail to the Kings

Radiohead pode confirmar presença para o Tim Festival em outubro. E ainda mais, trarão musicas inéditas. Original do estadao.com.

Assisti um show deles na MTV. Não o de Knebworth, parecia ser em uma casa de espetáculos. Eles são verdadeiros animais ao vivo. A energia no palco era algo que nunca havia visto antes, tocando as músicas do Amnesiac e do Kid A com samplers, aplicando os efeitos na hora, sem playback.


Outras possíveis confirmações:

David Gilmour, do Pink Floyd, também lançando disco novo: On An Island.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Seal. Um de meus cantores favoritos.

Acendam velas, façam promessas, torçam. Não vejo a hora.

domingo, 19 de março de 2006

Microsoft® Sense of Humor™ 2006 - Packaging Edition



E se a Microsoft tivesse feito a embalagem do iPod?

Parece que a Microsoft realmente tem senso de humor ... e de ridículo. Inicialmente acreditava-se que este vídeo havia sido criado por macmaníacos, mas na verdade foi encomendado pela divisão de packaging da própria Microsoft para ilustrar aos marketeiros da empresa a importância e os riscos do posicionamento no ponto de venda. Assistam, é hilário.

sexta-feira, 17 de março de 2006

Ciao, AOL


Notem o banner. 140.000 vagas, menos na própria empresa. Sniff...

quinta-feira, 9 de março de 2006

Quebrando Barreiras

Fumito Ueda faz jogos. Mas ele não quer fazer jogos. Ele foge de todos os padrões e eventualmente cria novos paradigmas para a indústria. Seu primeiro jogo, ICO para o PS2, quebrou mais barreiras nos últimos 10 anos do que qualquer outro jogo em qualquer plataforma. Impressionante para um estreante.
Sua formação em pintura e belas artes pode ser notada a cada imagem. Ele acaba de ganhar o prêmio Outstanding Achievement in Art Direction pela Academy of Interactive Arts and Sciences por seu segundo trabalho, o igualmente fantástico Shadow Of The Colossus. Seus projetos estão mais para filmes do que para jogos, se formos pensar no sentido clássico dessas palavras.

Michel Gondry faz filmes. Mas seus filmes são os experimentos audio-visuais mais popularmente aceitáveis que eu já ví. Ele não gosta de computação gráfica. Em seu filme de estréia Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças, a maioria dos efeitos foram executados na hora, usando ferramentas que muitos outros diretores atuais considerariam "ultrapassadas". Perspectiva forçada, iluminação seletiva, cenários com portas secretas... Ele não busca "the easy way out". No final, o resultado é muito mais gratificante. Considero ele o novo Terry Gilliam.
Ele foi praticando e melhorando sua técnica durante os anos 90, dirigindo video-clips. Foi ele quem fez Protection do Massive Attack. Devo ter assistido pela primeira vez quando tinha 15 anos e ainda me faz maravilhá-lo. Uma compilação de seus trabalhos está disponível em DVD, com excessão do seu mais novo clipe para o White Stripes, The Dental Twist.

A WiredNews.com publicou recentemente entrevistas com Ueda e Gondry.

sexta-feira, 3 de março de 2006

Brokeback Lane


Desculpem o trocadilho, mas foi a primeira coisa que me veio à mente. Totalmente sem ofensa, claro.

-----
Primeiro numa série de novos posts fotográficos autorais. Agora tenho uma câmera digital. Uhuu!

O pior dia de Jack Bauer

Numa escala de 0 a 10, a IGN deu ao 24: The Game 4,2. Ouch! Pela avaliação do site, o jogo tem uma excelente apresentação, simulando uma temporada da série com maestria. Mas o comentário sobre a jogabilidade detona: "watch, don't play". Tenho um lugar especial para o seriado no meu coração e na minha programação das segundas-feiras, mas isso é simplesmente lastimável.

Entra em efeito, mais uma vez, a teoria Katamari Damaci: ninguem quer mais do mesmo. Não tive a oportunidade de jogar o 24: The Game, mas pelo jeitão, deve ser um estilo GTA ou True Crime. Se você procura um ótimo FPS (First Person Shooter), jogue Half-Life. Acabou, então espera o 2. Se você adora GTA, fique com o GTA. Se você quer levar sustos, vá atraz de Silent Hill.

Da mesma forma como só existe um Matrix e um Pulp Fiction, também só existe um GTA e um Tetris. Hoje em dia os jogadores estão procurando originalidade, seja dando tiros ou rolando coisas. Se for para fazer outro GTA, é necessário muita originalidade.

Mal posso esperar pela 5ª Temporada ... da série.

quinta-feira, 2 de março de 2006

Seu primeiro Mac

Está querendo trocar de computador? Considere um Mac mini. A Fnac está com esta super-promoção.